Mesade articulación

ABONG realiza Asamblea y elige a nuevo directorio para el próximo trienio

MESA DE ARTICULACIÓN

Por: MESA DE ARTICULACIÓN

Divididos(as) em grupos de trabalho e reunidos(as) em plenária, os(as) representantes das associadas discutiram questões relacionadas à conjuntura mundial e nacional, o novo papel do Brasil na geopolítica mundial, as consequências deste papel na América Latina e na sociedade brasileira.

Diante disso, os grupos indicaram os desafios e processos para aprofundar o papel da ABONG nessa nova conjuntura, refletindo sobre seus objetivos para o próximo período, seu projeto político e a definição de suas alianças estratégicas, além de debater sua estrutura e organização interna. Todo esse debate foi subsidiado por textos de reflexão e por debates preparatórios realizados nas regionais.

Em relação à identidade, foram colocados pela Assembleia alguns pressupostos que definem a linha de atuação da ABONG e posicionam a entidade dentro de um campo político, o de organizações que lutam por direitos e transformações estruturais. A defesa de um modelo de desenvolvimento que leve em consideração a questão sócio ambiental e seja realmente sustentável, algo distinto do que está colocado hoje para a sociedade brasileira, o fortalecimento e a intensificação da democracia, a manutenção dos direitos conquistados e sua ampliação, e a luta contra qualquer forma de desigualdade e discriminação, respeitando a diversidade humana, estão entre esses pressupostos.

Os debates sobre a conjuntura e o campo político do qual a ABONG faz parte, o espaço que a Associação ocupa dentro dele e seu projeto político apontaram o caminho e as prioridades que devem ser seguidas nos próximos anos, visando fortalecê-la enquanto sujeito político. Para isso, algumas estratégias foram indicadas: a ampliação da discussão e defesa de um marco legal para as ONGs, o fortalecimento da base associativa e sua relação com a organização, o diálogo com a cooperação internacional, a construção de novas experiências em relação à estrutura da ABONG e a dinamização de outras formas de comunicação interna e externa.

A questão da comunicação também entra como prioridade para a atuação da entidade, sendo muito citada durante as falas. Seu papel político estratégico ficou claro para o conjunto da base associativa, de reforçar o diálogo entre as associadas e regionais, assim como com a sociedade. Além de fortalecer seu próprios canais de interlocução, procurando dar visibilidade às suas ações para que estas não sejam veiculadas de uma forma criminalizante e deslegitimadora pela mídia conservadora, a Associação deve abraçar a luta pela democratização dos meios de comunicação, ocupar espaços nos canais públicos e estreitar alianças com as organizações que atuam nessa área.

A Assembleia colocou também a necessidade de a ABONG fortalecer alianças com movimentos sociais, redes e demais organizações que atuam em uma perspectiva contra-hegemônica, para radicalizar a democracia e construir novos paradigmas de desenvolvimento, que garantam a justiça sócio-ambiental e a desmercantilização da vida. Neste sentido, destacou-se a importância de participar de processos como o Fórum Social Mundial, a Assembleia Popular e a Plataforma dos Movimentos Sociais e ONGs pela Reforma do Sistema Político. Foi colocada também a demanda por aproximação com as lutas latino-americanas e africanas, com as organizações LGBT, antirracistas e antissexistas, com os movimentos negros e de mulheres. Os exemplos mais recentes de tentativas de criminalização de movimentos sociais e organizações populares, e criminalização da pobreza de forma geral, também entraram na pauta, sendo colocada a urgência em combater a ofensiva conservadora responsável por esses processos.

Além do debate das questões colocadas acima, a Assembleia Geral revisou e aprovou a Carta de Princípios da entidade, elegeu suas diretorias regionais e executiva para o triênio 2010-2012 e seus conselhos fiscal e de ética. A composição integral da diretoria, dos conselhos, e a carta estão disponíveis na página da ABONG na internet: www.abong.org.br